img_Header_logo

"É bom que você entenda que arte - e aqui me refiro especificamente à música - não é uma questão de gosto. Temos de exercitar nossa compreensão, ou seja, é preciso que nosso entendimento emocional seja bem desenvolvido, através da nossa sensibilidade"

Olmir Stocker "Alemão"

Edison Machado – Edison Machado É Samba Novo

Esse lançamento de 1964, do selo Columbia, traz um dos maiores bateristas do brasil ,da época da bossa nova. Edisom Machado e seu sexteto gravaram um dos melhores álbuns da música brasileira instrumental de todos os tempos.

Esse lançamento de 1964, do selo Columbia, traz um dos maiores bateristas do brasil ,da época da bossa nova.  Edisom Machado e seu sexteto gravaram um dos melhores álbuns da música brasileira instrumental de todos os tempos. Nunca nós chegamos tão perto do nível dos discos de jazz americano. E o Edison, carioca do méier, era louco pelo samba, e sempre dizia” yê, yê, yê, não Roberto ! Aí aí não dá pra mim”, segundo me contou o baterista e percussionista Robertinho Silva.

Edison Machado inovou no jeito de tocar o samba na bateria e ás vezes foi creditado como o inventor do samba tocado no prato, o que não é verdade, pois foi o baterista Jadir de Castro quem primeiro tocou o samba, dessa forma.

O fato é que nesse disco, estão, os músicos de sopro, Raul de Souza – trombone de válvulas, Maciel trombone de vara, Pedro Paulo – trompete e J.T. Meirelles no saxofone e arranjo. A cozinha tem Tião Neto no contra-baixo e Tenório Junior no piano. O pobre Tenório em Buenos Aires, certa vez, desceu para comprar cigarros e nunca mais foi visto. Dizem que foi a ditadura militar que o confundiu com um comunista procurado.

O que importa mesmo é que nunca um quinteto botou tanto pra quebrar em cima de composições de Moacyr Santos, Badden e Vinícius de Moraes, J.T. Meirelles, Rildo Hora, Mario Telles, etc.  Esse é o verdadeiro jazz brazuca, orgulho puro e essa obra será para sempre.

O melhor trabalho instrumental já feito no brasil.

O saxofonista Julian” Cannonball” Aderley, produziu três faixas desse disco e realmente amava essa rapaziada.

Olha o “level” dos caras!

Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Guto Goffi

Guto Goffi

É carioca e começou a tocar bateria em 1977. estudou nos seminários de música pró-arte em laranjeiras com o professor Joca Moraes. Foi um dos fundadores do grupo musical Barão Vermelho que revelou Cazuza e Frejat, com os quais lançou 17 lp’s, cd’s e dvd’s.

Converse com a gente!

Envie sua mensagem, crítica, sugestão ou elogio.

© 2009/2019 BIM | Brazilian Instrumental Music – Todos os direitos reservados.

É proibida a cópia ou reprodução total/parcial do conteúdo do site, não importa a mídia, sem autorização prévia da direção.